• novo

Como rezar a Coroinha de Nossa Senhora

 

Uma oração indicada aos consagrados a Nossa Senhora e a todos que quiserem oferecer suas orações à mãe de Deus

A “Coroinha da Santíssima Virgem” é uma das orações indicadas aos consagrados a Virgem Maria, segundo o método do “Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem”, de São Luís Maria Grignion de Montfort. Mas, esta também pode ser rezada por todos que quiserem oferecer a Nossa Senhora as suas orações ou recorrer a ela em suas necessidades. “Esta compõe-se de três Pai-Nossos e doze Ave-Marias, em honra dos doze privilégios e grandezas da Santíssima Virgem. Esta prática é muito antiga e fundamenta-se na Sagrada Escritura. São João viu uma mulher coroada de doze estrelas, vestida de Sol e tendo a Lua debaixo dos pés (cf. Ap 12, 1). Segundo os intérpretes, essa mulher é a Santíssima Virgem” (TVD 234).

 

São Luís Maria diz que há várias maneiras de recitar bem esta coroinha. Para rezá-la em sua forma mais simples, começa-se com as seguintes palavras: “Dignai-Vos conceder-me que Vos louve, ó Virgem Sagrada, dai-me virtude contra os Vossos inimigos!” (TVD 235).

Em seguida, reza-se o “Credo” (ou Creio), depois um “Pai-Nosso”, quatro “Ave-Marias” e um “Glória ao Pai”; e novamente um “Pai-Nosso”, quatro “Ave-Marias” e um “Glória ao Pai”; e por fim, mais um “Pai-Nosso”, quatro “Ave-Marias” e um “Glória ao Pai”.

Ao final reza-se a mais antiga oração mariana, do século III, que se chama “Sub tuum praesidium” (À vossa proteção): “Debaixo da Vossa proteção nos refugiamos, Santa Mãe de Deus; não desprezeis as nossa súplicas em nossa necessidades; mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem Gloriosa e Bendita! Amém.”

Além da “Coroinha da Santíssima Virgem”, São Luís recomenda que rezemos com modéstia, atenção e devoção o Santo Rosário ou o Terço, que é a terça parte do Rosário, com os mistérios gozosos, dolorosos ou gloriosos (os mistérios luminosos foram acrescentados depois pelo Papa João Paulo II). Montfort também recomenda as seguintes orações: “Salve Rainha”, “Alma redemptoris mater”, “Ave Regina Coelorum”, “Regina Caeli”, “Ave Maris Stella”, “O Gloriosa Domina”, “Magnificat”, ou tantas outras fórmulas de orações de devoção a Nossa Senhora (cf. TVD 116).

Confiemos a Virgem Maria as nossas orações, principalmente a “Coroinha de Nossa Senhora”, o “Terço” e o “Rosário”, mas também todo o nosso ser e todas as nossas necessidades. Confiemos a Nossa Senhora toda a nossa vida, todos os nossos sofrimentos, todas as nossas boas obras, para que ela ofereça, juntamente com seus grandes méritos, a seu Filho Jesus Cristo. Não tenhamos medo de entregar tudo para Deus, pelas mãos da Virgem Maria, pois quando fazemos isso não perdemos nada. Ao contrário, quando oferecemos nossas ofertas a Deus pelas mãos da Virgem Santíssima, ela as torna mais agradáveis ao Senhor, adquirem grande valor para a nossa salvação e de toda a humanidade.

 

Em resumo, a forma mais simples da Coroinha de Nossa Senhora é a seguinte:

Dignai-Vos conceder-me que Vos louve, ó Virgem Sagrada, dai-me virtude contra os Vossos inimigos!

Credo (Creio);

Pai-Nosso;
4 Ave-Marias;
Glória ao Pai;

Pai-Nosso;
4 Ave-Marias;
Glória ao Pai;

Pai-Nosso;
4 Ave-Marias;
Glória ao Pai;

Sub tuum praesidium:
Debaixo da Vossa proteção nos refugiamos, Santa Mãe de Deus; não desprezeis as nossa súplicas em nossa necessidades; mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem Gloriosa e Bendita! Amém.

Numa outra forma mais elaborada, que inclui a possibilidade da oração ser feita em grupo com um dirigente, a Coroinha de Nossa Senhora pode ser rezada da seguinte forma:

D. Concedei-me que Vos louve, Virgem Sagrada,
R. Dai-me valor contra os vossos inimigos.

Credo (creio);

I – Coroa de Excelência

Pai Nosso;
Ave Maria;
Sois Bem-aventurada, Virgem Maria, que levastes em vosso seio o Senhor, Criador do mundo; destes à luz a Quem Vos formou, e Sois Virgem perpétua.
D. Alegrai-Vos, Virgem Maria.
R. Alegrai-Vos mil vezes.

Ave Maria;
Ó Santa e imaculada virgindade, não sei com que louvores Vos possa exaltar; pois quem os céus não puderam conter, Vós O levastes em vosso seio.
D. Alegrai-Vos, Virgem Maria.
R. Alegrai-Vos mil vezes.

Ave Maria;
Sois toda formosa, Virgem Maria, e não há mancha original em vós.
D. Alegrai-Vos, Virgem Maria.
R. Alegrai-Vos mil vezes.

Ave Maria;
Possuís, ó Virgem Maria, tantos privilégios, quantas são as estrelas no céu.
D. Alegrai-Vos, Virgem Maria.
R. Alegrai-Vos mil vezes.

Glória ao Pai;

II – Coroa de Poder

Pai Nosso;
Ave Maria;
Glória a Vós, imperatriz do céu, conduzi-nos convosco aos gozos do paraíso.
D. Alegrai-Vos, Virgem Maria.
R. Alegrai-Vos mil vezes.

Ave Maria;
Glória a Vós, tesoureira das graças do Senhor, dai-nos parte no vosso tesouro.
D. Alegrai-Vos, Virgem Maria.
R. Alegrai-Vos mil vezes.

Ave Maria;
Glória a Vós, medianeira entre Deus e os homens, tornai-nos propício o Todo-poderoso.
D. Alegrai-Vos, Virgem Maria.
R. Alegrai-Vos mil vezes.

Ave Maria;
Glória a Vós, que esmagais as heresias e o demônio: sede nossa guia piedosa.
D. Alegrai-Vos, Virgem Maria.
R. Alegrai-Vos mil vezes.

Glória ao Pai;

III – Coroa de Bondade

Pai Nosso;
Ave Maria;
Glória a Vós, refúgio dos pecadores; intercedei por nós junto do Senhor.
D. Alegrai-Vos, Virgem Maria.
R. Alegrai-Vos mil vezes.

Ave Maria;
Glória a Vós, Mãe dos órfãos; fazei que nos seja propício o Pai Todo-Poderoso.
D. Alegrai-Vos, Virgem Maria.
R. Alegrai-Vos mil vezes.

Ave Maria;
Glória a Vós, alegria dos justos; conduzi-nos convosco às alegrias do céu.
D. Alegrai-Vos, Virgem Maria.
R. Alegrai-Vos mil vezes.

Ave Maria;
Glória a Vós, nossa auxiliadora mui prestimosa na vida e na morte; conduzi-nos convosco para o reino do céu.
D. Alegrai-Vos, Virgem Maria.
R. Alegrai-Vos mil vezes.

Glória ao Pai;

Oremos:
Ave, Maria, Filha de Deus Pai; Ave, Maria, Mãe de Deus Filho; Ave, Maria, Esposa do Espírito Santo; Ave, Maria, templo da Santíssima Trindade; Ave, Maria, Senhora minha, meu bem, meu amor, Rainha do meu coração, Mãe, vida, doçura e esperança minha mui querida, meu coração e minha alma. Sou todo vosso, e tudo o que possuo é vosso, ó Virgem sobre todos bendita. Esteja, pois, a mim a vossa alma para engrandecer o Senhor; esteja em mim vosso espírito para rejubilar em Deus. Colocai-Vos, ó Virgem fiel, como selo sobre o meu coração, para que, em Vós e por Vós, seja eu achado fiel a Deus. Concedei, ó Mãe de misericórdia, que me encontre no número daqueles que amais, ensinais, guiais, sustentais e protegeis como filhos. Fazei que, por vosso amor, despreze todas as consolações da terra e aspire só as celestes; até que, para glória do Pai, Jesus Cristo, Vosso Filho, seja formado em mim, pelo Espírito Santo, vosso Esposo fidelíssimo, e por Vós, sua Esposa mui fiel.

Sub tuum praesidium:
À vossa proteção recorremos, santa Mãe de Deus; não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades; mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita. Amém.

(com informações do blog Todo de Maria )

 

Fonte: https://pt.aleteia.org

 

 

 

Comentários

Congresso